CREMESP 101355

Médica Formada pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa casa de São Paulo

Visualizar perfil completo

Reportagem na revista Muscle in Form – Dicas para evitar risco de trombose venosa e varizes em quem trabalha sentado

Dicas para evitar risco de trombose venosa e varizes em quem trabalha sentado   Pesquisa publicada na revista  britânica The Lancet indica que quem fica sentado mais de 8 horas por dia  aumenta em 10% o risco de morte, além de ter maior propensão a desenvolver  doenças vasculares. Cirurgiã vascular do corpo clínico do Hospital Albert Einstein  dá dicas de como evitar complicações  A mesa, a  cadeira e o computador; são esses os três itens mais comuns na jornada de  trabalho da maioria dos brasileiros empregados. O problema é que trabalhar  sentado oito horas por dia (ou mais) aumenta em 10% o risco de morte, segundo  estudo publicado na revista médica britânica “The Lancet”.  “Além disso, como a panturrilha é o coração das pernas, a cada contração  muscular bombeamos o sangue e ativamos a nossa circulação. Situações onde  essa musculatura fica parada muito tempo podem causar uma retenção de líquido  nas pernas, levando a inchaço, pernas pesadas, cansadas e aumentando a  predisposição de desenvolver varizes e trombose venosa”, explica a  cirurgiã vascular e angiologista Dra. Aline Lamaita, médica do corpo clínico  do Hospital Albert Einstein. De acordo com a pesquisa, que analisou 16 relatórios sobre idosos dos EUA,  Europa Ocidental e Austrália, para cada oito horas sentado, é necessário  praticar uma hora de atividade física para resistir aos efeitos negativos  desse “sedentarismo”. “Embora muitas pessoas com a rotina de  trabalho muito pesada não tenham tempo e disposição para realizar atividade  física em outro horário, isso é necessário para que haja um desenvolvimento  da musculatura efetiva, que poderia de certa forma protegê-los dos efeitos  deletérios do trabalho sentado”, afirma a... ler mais