Existem 3 tipos básicos de varizes que devemos tratar :

Veias reticulares : Veias varicosas superficiais , geralmente não causam  prejuízo a circulação em si . Apenas de conotação estética .

Veias nutrícias : Veias varicosas ou normais mas que estão em íntima ligação com os famosos vasinhos ( telangiectasias ) . Elas por si só não são o problema mas não conseguimos um resultado estético adequado dos vasinhos sem que essas veias sejam tratadas também, é como se elas alimentassem os vasinhos .

Veias tronculares : Veias geralmente mais calibrosas e que estão intimamente relacionadas com veias internas ( safenas ou perfurantes ) , essas sim podendo causar algum dano a circulação , devendo ser tratadas por questões de saúde  . Nesse caso não é infrequente a associação com insuficiência de safena .

Como tratar essas veias ?

Os dois primeiros tipos permitem uma gama maior de tratamentos , podendo ser usada escleroterapia convencional , escleroterapia com espuma densa , laser associado a escleroterapia  ( leia detalhes em  COMO TRATAR MEUS VASINHOS ) ou microcirurgia  .  Vários fatores ajudarão o médico a escolher o melhor método :

  • O calibre da veia
  • O tom de pele da paciente
  • localização da veia na perna
  • Se a veia está mais profunda ou superficial na pele

O terceiro tipo , as veias tronculares são de tratamento cirúrgico , nesse caso está indicada uma microcirurgia . Caso exista insuficiência de safena associada será necessário um procedimento maior associado a microcirurgia . ( leia mais em LASER , RADIOFREQUÊNCIA , ESPUMA OU CIRURGIA CONVENCIONAL ? )  )

TRANSILUMINAÇÃO

Como a microcirurgia  é feita ?

Pode ser realizada com anestesia local ou intradural dependendo da quantidade de veias que serão tratadas .

São realizados várias incisões muito pequenas ( geralmente não há necessidade de pontos ) por onde a veia será retirada . Em alguns casos pode ser utilizado ultrasson intraoperatório para guiar melhor o médico na retirada de segmentos de veias mais profundas , o que diminui consideravelmente a quantidade de hematomas no pós operatório .

A recuperação é proporcional a quantidade de vasos retirados , mas em geral varia de 3-7 dias .

É costume o uso de meias elásticas no pós operatório e o retorno a atividade física é individualizado ( de acordo com o hábito do paciente e porte da cirurgia ) .